Auriculoterapia

A auriculoterapia, ramo das técnicas de punctura e especialidade da medicina tradicional chinesa, classifica-se como uma terapêutica não convencional que se encontra aprovada pela Lei 45/2003 do Governo Português e subscrita pela OMS – Organização Mundial de Saúde. Apoia-se apenas na estimulação de pontos específicos localizados na orelha e consiste na aplicação de micro-agulhas próprias ou micro-esferas, que se fixam com um pequeno adesivo na orelha, atendendo ao diagnóstico e necessidades do paciente. Estimular um ponto na auriculoterapia permite “atuar” em diferentes partes do corpo uma vez que a orelha é composta por tecido cartilaginoso onde circulam numerosos nervos que atuam como condutores, recebendo e emitindo informação sensorial importante. Reconhecem-se no pavilhão auricular cerca de 120 pontos.

Em sessão com utilização de agulhas, estas são aplicadas e mantidas nos pontos auriculares, em função da necessidade do tratamento, variando normalmente entre 20 a 30 minutos.

Quando é necessário reforçar o efeito da sessão de tratamento por mais tempo, utilizam-se agulhas específicas, ou micro-esferas que o paciente “leva” para casa, podendo pressionar as esferas e aumentando dessa forma a eficácia nos resultados.

Trata-se de uma técnica bastante cómoda para o paciente e, quer as agulhas quer as esferas são indolores e seguras. É ensinado também ao paciente como aplicar com regularidade, em pontos específicos da orelha, uma massagem ou pressão com as mãos.

Indicado para tratamentos de cessação tabágica, relaxamento e gestão de stress, processos inflamatórios e alívio de dor, aumento da circulação local, entre outros. 

Este website usa cookies para melhorar a sua experiência como utilizador. Ao prosseguir, está a declarar aceitar todos os cookies do site Nutrémia.